International, Brazil, Portugal

17 – 17 February, 2022

A Declaração Universal do Direitos Humanos, a Carta da Terra e o desenvolvimento sustentável – com Ricardo Young

Esta Masterclass oferecerá uma análise comparativa dos pressupostos éticos presentes na Declaração Universal do Direitos Humanos com àqueles presentes na Carta da Terra e suas decorrências para o desenvolvimento sustentável. 

Embora a Declaração Universal dos Direitos Humanos tenha sido e ainda é um documento fundamental na concepção e disseminação dos valores democráticos e da inviolabilidade dos direitos essenciais conferidos a qualquer ser humano independentemente de raça, nacionalidade, gênero, credo ou orientação sexual, possui uma abordagem antropocêntrica. A Carta da Terra por sua vez, parte dos direitos à vida conferidos a todos os seres senciente e não à condição específica de uma espécie apenas. Assim ao abordar a comunidade da vida no planeta como um sistema em sua totalidade, cujos direitos inerentes são fundamentais para a sobrevivência de todas as espécies, a Carta da Terra propõe valores e princípios determinantes para uma ética da sustentabilidade. 

O conceito de desenvolvimento sustentável pressupõe uma nova ética planetária e a Carta da Terra é o primeiro documento seminal nesta direção. Esta Masterclass abordará perguntas como: 

  • O que significa isto para o empreendedor ou para o líder do setor público ou privado que procura contribuir com a necessária transformação social dos nossos tempos? 
  • Como pode o líder incorporar isto (esta visão) como o proposito maior na sua área de ação? 

Ricardo Young

Read more Close description

Empresário, nascido em São Paulo, Capital, foi presidente do Instituto Ethos e da ABF Associação Brasileira de Franchising. Com visão empreendedora, transformou a empresa da família, a Escola de Idiomas Yazigi Internexus, num dos maiores cases de franquias do mundo. Na juventude, participou de movimento estudantil nas lutas contra a ditadura e pelas liberdades democráticas. É pós-graduado em administração de empresas, integrou o PNBE – Pensamento Nacional de Bases Empresariais, tendo contribuído para o projeto de adoção de escolas públicas por parte de empresas e a criação do instituto PNBE que desenvolveu o projeto “Minha rua minha casa” para moradores de rua. À frente do Instituto Ethos, teve importante participação em fóruns internacionais, como o Pacto Global das Nações Unidas, o Global Report Initiative e o ISO 26000 – Diretrizes sobre Responsabilidade Social. Membro dos Conselhos de Organizações não governamentais como Instituto Ethos e UniEthos, IDS – Instituto Democracia e Sustentabilidade. Todos pela Educação, Instituto Akatu, Rede Nossa São Paulo.



Ricardo Young foi também o iniciador do Pacto de Integridade de Combate à Corrupção e pioneiro na luta pela sustentabilidade como um dos disseminadores da Carta da Terra no Brasil e signatário do Manifesto “Brasil com S”. Participou da fundação do Movimento Nossa São Paulo e do Fórum Amazônia Sustentável. Foi vereador da cidade de São Paulo, pelo PPS. Ricardo Young acredita no resgate e na ressignificação da política como instrumento legítimo de transformação da sociedade e a serviço do cidadão.

Mais informação: [email protected]